Tudo que você precisa saber sobre cromatografia industrial

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
cromatografia industrial

O que é cromatografia industrial e quais áreas da indústria utilizam esse processo? 

Para começar, a cromatografia é empregada em diversos tipos de indústrias. De alimentos, farmacêutica e química, por exemplo. E tem um papel muito importante nesse segmento. 

Dentre os objetivos da cromatografia industrial estão:

  • quantificar impurezas de produtos;
  • determinar a composição e a formulação de produtos; 
  • controlar a qualidade de ativos e formas farmacêuticas;
  • estudar a estabilidade e degradação de produtos;
  • calcular a porcentagem de um princípio ativo.

A grande vantagem da cromatografia para as indústrias é que ela possibilita a obtenção de resultados precisos em pouco tempo. 

Saiba mais lendo este artigo!

O que é cromatografia?

A cromatografia consiste em uma técnica de separação de misturas de compostos, que possui papel fundamental tanto no ramo da pesquisa quanto industrial. 

A separação de substâncias em uma mistura ocorre pela interação da amostra com uma fase estacionária por intermédio de uma fase móvel (seja líquida ou seja gasosa). 

Ela auxilia na identificação, quantificação ou purificação do analito de interesse. O tipo de cromatografia empregada na separação de determinada amostra depende das moléculas alvo de quantificação. 

O sistema cromatográfico pode separar as substâncias de acordo com a sua polaridade, sendo o princípio de separação mais comumente empregado, no entanto, existem outros princípios que podem ser levados em consideração na sua análise, como: separação de acordo com o tamanho molecular, carga iônica ou ainda, de acordo com o ponto de ebulição dos analitos. 

A cromatografia industrial

Decorrente da sua versatilidade, a cromatografia é empregada em diversos tipos de indústrias.

Ela é, principalmente, relacionada ao setor de garantia e controle de qualidade dessas indústrias e oferece diversas vantagens em relação a seu uso, como capacidade de obter menores limites de quantificação quando comparado com outras metodologias químicas, permitindo a identificação e quantificação de compostos (como por exemplo contaminantes e/ou impurezas) mesmo em pequenas quantidades. 

Veja a seguir suas aplicações nas indústrias.

Cromatografia e indústria de alimentos

Os alimentos possuem uma complexa mistura de substâncias e compostos, podendo aparecer de forma natural ou ser transmitido a partir de um estágio no processo de fabricação ou colheita do alimento. 

A cromatografia pode ser empregada na identificação e quantificação de substâncias presentes nos produtos alimentícios em concentrações maiores que são permitidas em determinados alimentos. 

Um exemplo de aplicação são os alimentos adquiridos a partir da identificação de vestígios de pesticidas em produtos alimentícios de origem agrícola (cereais, legumes, frutas, entre outros). 

A técnica também pode ser aplicada em investigações de resíduos de antibióticos utilizados no tratamento de animais fontes de alimentos, como  carnes e leite. 

Por fim, além de identificar produtos potencialmente tóxicos, a cromatografia na indústria de alimentos pode ser aplicada para determinar, padronizar e autenticar os perfis nutricionais de determinados alimentos. 

Cromatografia e indústria farmacêutica

O desenvolvimento e produção de medicamentos é a etapa mais importante da indústria farmacêutica, sendo a cromatografia considerada a técnica padrão ouro nas análises farmacêuticas. 

A técnica é aplicada na etapa de controle de qualidade dos medicamentos, utilizada como forma de quantificar o fármaco (ou outros compostos de interesse) na sua forma farmacêutica, além de permitir a identificação de potencial degradação do fármaco e/ou a presença de impurezas farmacêuticas que podem ser formadas ainda na etapa de síntese do fármaco, produção do medicamento ou degradação do fármaco. 

A produção de vacinas também passa pela técnica de cromatografia nos estágios finais, e ainda, antígenos específicos para a produção de determinada vacina também podem ser purificados aplicando a técnica de cromatografia. 

Cromatografia e indústria química

A aplicação da cromatografia na indústria química é ampla, podendo ser aplicada desde a identificação de contaminação de solventes em determinado solvente, ou ainda a presença de outras impurezas em algum tipo específico de produto. 

Além disso, aspectos ambientais podem ser monitorados e avaliados a partir da cromatografia, como na determinação de concentração de poluentes no ar, água e solo (associado a técnicas espectrométricas como a espectrometria de massas), entre outras aplicações.

Como pode ser notado, a cromatografia industrial é essencial para aplicação em diversas áreas. 

Conduzindo o sistema cromatográfico de forma correta, utilizando-se reagentes de pureza adequada, escolhendo fases móveis e estacionárias ideais, e ainda utilizando padrões analíticos, a identificação, quantificação e purificação de analitos de interesse é obtida de forma segura, com resoluções adequadas, otimizando vários processos dentro de determinados setores industriais. 

Gostou do conteúdo? Comente e compartilhe!

Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nosso site e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo nosso site, você autoriza a Modum Tech a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.