Voltar para Padrões de Referência

produtos

Sildenafila

Patenteada pela Pfizer em 1996, a Sildenafila é hoje um medicamento altamente comercializado e já produzida por diversas indústrias farmacêuticas no Brasil. Sua patente no Brasil expirou no ano de 2010. Inicialmente as pesquisas com este fármaco eram direcionadas para o tratamento de hipertensão, mas estudos iniciais concluíram que o produto tinha forte poder no tratamento da disfunção erétil. O Citrato de Sildenafila atualmente possui outros compostos com o mesmo perfil de atuação, como a Tadalafila, a Vardenafila, a Lodenafila, dentre outros.

A principal função fisiológica deste composto é atuar como um inibidor do PDE-5, permitindo por mais tempo a circulação do GMPc (Monofosfato cíclico de guanosina), substância essa responsável pelo relaxamento dos músculos do pênis, permitindo assim maior aporte de sangue e consequentemente a ereção.

A absorção da Sildenafila no organismo é bastante rápida, concentrações plasmáticas máximas observadas são atingidas em 30 a 120 minutos (mediana de 60 minutos) após uma dose oral, quando em jejum. Entretanto, quando administrada com alimentos a Sildenafila pode ter um atraso de 60 minutos em sua absorção. Após metabolizada, o efeito da Sildenafila possui geralmente 4horas de duração.

Junto com seu parceiro canadense Axios Research Inc, a Modum Tech já disponibiliza alguns padrões de referência para as impurezas de Sildenafila e Tadalafila, consulte a lista abaixo: